Professor Pedro em Arraiolos

web site de apoio às turmas da escola eb 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos

conceitos quinto ano

Ordem Religiosa
: Comunidade religiosa, que reúne monges, monjas e freiras que obedecem a uma “regra”, isto é, um conjunto de normas que devem seguir na sua vida. É por isso que estes membros do Clero têm o nome de Clero Regular.

Ordem Religiosa Militar
: Trata-se de uma comunidade religiosa que, a par de seguir a sua regra religiosa, devia também participar na guerra contra os “infiéis”, isto é, os elementos de outras religiões.

Mosteiro
: Trata-se do edifício e todas as suas dependências (partes), onde se recolhiam as ordens religiosas: os monges e monjas.
Compreendem, então, um conjunto de estruturas para habitação e oração para os monges/monjas: a igreja; o claustro, que se abre para um jardim, onde por vezes existe uma fonte ou lavabos em frente ao refeitório. Em torno do claustro, dispõem-se os serviços do mosteiro (sala do capítulo, refeitório, parlatório, dormitório, cozinhas…). Existem também a enfermaria e o calefatório ou sala de aquecimento.
Os mosteiros também ficaram conhecidos pela existência de funções específicas da condição de vida monástica, como os scriptoriae (do latim scriptor, “o que escreve”), onde trabalham os monges copistas e iluminadores, próximo da biblioteca ou arquivo. Anexamente às estruturas centrais do mosteiro, claustro e igreja, existiam as áreas ligadas às produções agrícolas. Falamos dos celeiros, moinhos, adegas, tulhas, cavalariças e estábulos, oficinas, pocilgas, etc.
Os mosteiros possuíam ainda, nas suas cercas, jardins, capelas, ermidas, pomares, estufas, lagos e também laboratórios e centros de pesquisa, como observação astronómica, por exemplo. De recordar também que muitos mosteiros possuem colégios e outro tipo de escolas, a recordar as scolae monásticas da Idade Média.

Concelho
: A palavra concelho, que aparece em documentos a partir do século XIII, começou por designar, na Idade Média, a assembleia dos vizinhos (habitantes) de uma povoação. Tal assembleia exercia o seu poder resolvendo questões da economia local e elaborando regras gerais.
Apesar de a origem dos concelhos ser muito discutida, parece que terão surgido por causa da Reconquista Cristã, resultando de factores de ordem económica, social, política e militar.
Desta forma, é feita distinção entre os concelhos rurais e os concelhos urbanos. Os primeiros eram constituídos por pequenos grupos de povoadores, cuja autonomia é possível perceber nas cartas de povoação pela referência a magistrados que podiam ser eleitos pelos vizinhos. Os concelhos urbanos dividiam-se em burgos (cidades), ou seja, povoações constituídas junto de uma fortaleza onde viviam pessoas dependentes do poder senhorial e cuja carta de foral concedia aos seus moradores igualdade de direitos, e, por outro lado, em concelhos em que a figura dominante era o cavaleiro-vilão, tratando-se, na maior parte, de territórios na fronteira.

Carta de Foral
: Os forais eram diplomas (documentos) concedidos pelo rei e por outros senhores nobres ou religiosos, contendo regras para as relações dos habitantes entre si e a identidade que lhe dava a carta. Os primeiros forais foram atribuídos com o objectivo de povoar e atrair mão-de-obra a determinados locais. As cartas de foral eram diferentes umas das outras, mas serviam para estabelecer as liberdades e garantias das pessoas e bens dos povoadores (homens do povo), determinavam-se os impostos, definiam-se as multas devidas pelos crimes, ajustava-se o serviço militar e as obrigações e privilégios dos cavaleiros-vilãos, determinava-se o aproveitamento de terrenos comuns, etc. As cartas de foral (forais) eram essencialmente normas de Direito público; o Direito privado continuava a reger-se pelo costume. Os elementos do povo que recebiam o foral recebiam a terra a título definitivo e hereditário, podendo vendê-la após algum tempo de residência obrigatória.

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: